Preço Parto Hospital Particular

Tudo sobre Carência em Plano de Saúde para Parto.

Descubra Médico - Carência em planos de saúde
Definição, informações relevantes sobre carência em plano de saúde, cobertura do plano maternidade, carência em plano de saúde, realizar parto maternidade particular, maternidade paga, preços de plano maternidade e tudo sobre o assunto Carência em plano de saúde para maternidade e parto

O que é carência de parto no plano de saúde?

Carência é o período que se conta para ter direito a utilização determinados serviços no plano de saúde.
Se o você adquiriu seu plano de saúde e não terminou de cumprir a carência de 10 meses (300 dias) o parto não terá as despesas do hospital nem do médico cobertas. 
Caso esteja cumprindo a carência, você tem direito às consultas e exames do pré-natal. É só o parto que não está coberto. 

Existe plano de saúde que não tenha cobertura de parto?

Sim, Se o plano de saúde não incluir cobertura obstétrica, as despesas referentes ao parto também não serão cobertas.  É importante confirmar as coberturas inclusas no ato da aquisição do plano para não ter surpresas.

Como fica a carência do plano de saúde e o bebê?

Como o parto não vai ser coberto pelo plano de saúde, o bebê só passa a poder usar o convênio quando for incluído nele. A maioria dos planos exige o documento de alta do hospital para incluir o recém-nascido. Ele também precisará cumprir carência (de 24 horas para emergência, e mais tempo para exames, consultas e internação). As operadoras podem alegar que há doença preexistente, no caso de prematuros ou crianças que nasceram com algum problema.

O convênio não vai cobrir o parto por causa da carência, mas usufruo de algum serviço?

Apenas exames de rotina periódicos e exames ultrassom. Internação clínica referente ao parto não será coberto.

O que acontece se meu plano de saúde não cobrir o parto por causa da carência?

Se quiser dar à luz numa maternidade particular, terá que pagar todas as despesas, incluindo médico, hospital, anestesista, pediatra, mais internação, medicamentos etc. Muitas maternidades contam com um "plano maternidade", vendido com antecedência, que inclui a maioria das despesas e pode ser paga aos poucos, antes do parto.

Quais opções para quem já está grávida e não fez plano de saúde?

Quem não tem plano de saúde, ou por algum motivo não pode usá-lo, tem duas opções: usar a rede pública ou pagar a maternidade particular. Todas as mulheres têm direito ao parto pelo SUS. Não adianta querer entrar num plano de saúde já grávida porque o parto não será coberto, devido à carência.

A qualidade da rede pública varia muito de região para região. Procure informar-se perto da sua casa ou do seu trabalho para ver como é a maternidade pública, se há disponibilidade de anestesia para o parto normal, se outras mulheres ficaram satisfeitas. O fato de ser particular não garante que a maternidade seja melhor que a pública.  Em São Paulo temos o programa Mãe Paulistana que dá um suporte mínimo (ainda que questionável na qualidade) para as futuras mamães.

Como funciona o Plano Maternidade direto nos hospitais?

Plano Maternidade ou Plano Parto é um pacote de serviços oferecidos diretamente pelo hospital, onde já inclui, geralmente...  honorário da equipe médica para o parto, despesas com acomodação e medicação.
As maternidades alegam que sai mais barato pagar um plano como esse, com antecedência, do que simplesmente se internar e pagar as despesas uma por uma. 

Quanto custa o parto em um hospital particular?

Os pacotes das maternidades particulares variam muito de preço e formato. Em média, funcionam assim: você contrata o plano maternidade a partir do terceiro mês de gestação, e vai pagando em parcelas até a hora do parto. Os planos incluem as despesas de internação (dois dias para parto normal, três dias para cesárea), mais medicamentos, berçário, determinados exames. Alguns incluem os honorários do anestesista, outros não. 

A maioria não inclui os honorários do médico e dos assistentes.
Alguns oferecem "mimos", como massagem, fotos ou refeições para o companheiro.
Verifique se estão incluídos exames e tratamento para icterícia, bem comum em recém-nascidos.

Pesquise bem antes de fechar um plano assim, porque há muita variação de maternidade para maternidade. E peça referências ao seu médico e a outras pessoas que já tiveram bebês lá. A opinião do médico é importante porque ele saberá avaliar o seu risco de imprevistos. 
Preste atenção principalmente na regulamentação que trata do que acontece quando há algum imprevisto com a mãe ou com o bebê, que exija mais dias de internação. As despesas podem aumentar rapidamente. Em maternidades de classe média alta de São Paulo, só para dar um exemplo, uma semana de UTI neonatal pode custar mais que um carro de luxo. 

Há maternidades que não vendem o plano no caso de gêmeos ou mais. 
Como o nascimento do bebê é um momento único para a família, procure por segurança e tranquilidade, se você já foi ou conhece alguém que foi mal atendido em hospital público faça então seu planejamento familiar para ter seu bebê com todo conforto e tranquilidade.
O plano parto pode ser uma opção bem acessível para quem não tem plano de saúde e deseja ter o bebê em hospital particular.
você pode preencher o botão do Preço & Procedimento ao lado para receber informação sobre preços de planos maternidade.


Este site é um agregador de conteúdo para facilitar profissionais médicos serem encontrados e indicados na Internet. Seu conteúdo é apenas informativo e “jamais” deverá ser usado para substituir uma consulta médica ou automedicar-se.

Para diagnósticos médicos, tratamentos e medicação entre em contato com médico de sua escolha e realize a consulta médica pessoal, nenhuma consulta deverá ser feita por telefone ou e-mail conforme resolução do Conselho Federal de Medicina.

Qualquer dúvida consulte o termo de uso e privacidade.

Av. Doutor Cardoso de Melo, 1460 - 11º Andar - Vila Olimpia - São Paulo - SP
Fone: (11) 2394-5656 | WhatsApp.: (11) 97474-8546 | contato@descubranet.com